Link Pensante

sexta-feira, março 10, 2006

A Era da Noite

Hoje a noite é escura
Como um buraco negro a vagar pelo espaço
Obscurecendo a vida iluminada de outrora
Fechando as cortinas do existir

Hoje a noite é vazia
Como um saco amassado jogado ao chão
Desprovida de qualquer pensamento produtivo
Sem espaço para o meu viver

Hoje a noite é fria
Como um pólo norte e sul dentro em mim
Levando pra longe toda a sensação de segurança
Jogando-me no frio dos pensamentos desconexos

Hoje a noite é minúscula
Como me mostrando o meu real tamanho
Diminuindo ainda mais o que sou
Encolhendo as minhas chances de viver

Hoje a noite é triste
Como triste nunca foi outrora
Obcecada em se tornar um novo dia
Ansiado pelo raiar de uma nova era de alegria

Hoje a noite é luta
Como um olhar no meio da batalha
Quase desistimos ao perceber o quão grande é o caminho
Mas fazer o quê? A guerra não acabou e não queremos morrer.

Lutemos pelo raiar de um novo tempo.

1 Comments:

Blogger divagando... said...

Primeiro DOR, depois NOITES sombrias, tudo muito sintomático da alma de um poeta...
Gostei.
Abração.

6:02 PM  

Postar um comentário

<< Home